Newsletter Editora RH
Subscrever
Autorizo receber newsletters.
Li e aceito a Política de Privacidade
Brevemente

O Livro de Ouro para a Gestão de Recursos Humanos nas PME
Pedro Novo Melo e Carolina Machado

Da Psicologia à Gestão de Pessoas: Casos de Intervenção em Organizações
Ana Veloso e Ana Cristina Pinto de Sá (Coord.)



Inovação Social e Desenvolvimento: Reflexões e Estudos de Caso
Maria João Nicolau dos Santos, Fernando Miguel Seabra
10% 15.75€ 17.5€

pp. 200, 1.ª edição, 2015, formato 17 x 24 cm/ISBN 978-972-8871-53-6

  • SINOPSE
  • SOBRE O AUTOR
  • índice

Esta edição está associada à divulgação de resultados de investigação sobre a temática da inovação social, alguns dos quais apresentados no CRIARS − Congresso Ibero-Americano de Responsabilidade Social, realizado pelo SOCIUS do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG/UL).
Ao longo do livro, o leitor pode conhecer com maior profundidade o estado da arte sobre inovação social, comparar metodologias ou explorar estudos de caso estimulantes. Pode ainda estabelecer interfaces com outros temas afins: economia social, empreendedorismo social, resolução criativa de problemas, desenvolvimento como liberdade ou inovação nas políticas públicas. De forma singular, a inovação social surge reposicionada no contexto do desenvolvimento humano, fornecendo ao leitor um novo olhar sobre o tema.

Maria João Nicolau dos Santos é doutorada em sociologia económica e das organizações, sendo atualmente professora auxiliar com agregação no Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG-UL) e investigadora integrada do Centro de Investigação em Sociologia Económica e das Organizações (SOCIUS-ISEG/UL). Coordenou vários projetos de investigação no âmbito do desenvolvimento sustentável e da responsabilidade social das organizações e dispõe de várias publicações nestes domínios científicos. É autora e coautora de vários livros e de artigos publicados em revistas internacionais. Recebeu vários prémios internacionais.

Fernando Miguel Seabra é doutor em gestão pela Universidade de Évora, mestre em ciências empresariais e licenciado em organização e gestão de empresas pelo ISCTE – Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa. É atualmente professor adjunto do ISCAL − Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa.  É membro efetivo da Ordem dos Economistas. Colabora e participa em diversos projetos e iniciativas no âmbito do tema responsabilidade social. Autor e coautor de diversas comunicações e artigos, tem participado também na organização de livros e de conferências.

Introdução

Parte I: Reflexões teóricas sobre inovação social e economia social

1. Anderson Sasaki Vasques Pacheco e Maria João Nicolau dos Santos − Inovação social: proposição de um modelo de análise
2. Jacimara Villar Forbeloni, Maria João Nicolau dos Santos e João Bosco de Araújo da Costa − Economia social como desenvolvimento das liberdades

Parte II: Notas metodológicas sobre inovação social

3. Vania de Fátima Barros Estivalete, José Maria Carvalho Ferreira e Tais de Andrade − Iniciativas de inovação social: descrevendo os estágios de desenvolvimento
4. Fernando Cardoso de Sousa, Paula Castelão, Ileana P. Monteiro e Maria João Nicolau dos Santos − A resolução criativa de problemas em intervenção e mudança numa organização social 

Parte III: Casos de inovação social no contexto da economia social

5. Bernadete de Lourdes Bittencourt, Maria João Nicolau dos Santos e José Maria Carvalho Ferreira − Processos de inovação social em Portugal: o caso dos ovos-moles de Aveiro 
6. Oscar Licandro − Alianças intersetoriais para o desenvolvimento de negócios inclusivos com a base da pirâmide – Estudo de experiências com classificadores de resíduos no Uruguai 
7. Jorge José Martins Rodrigues − Associativismo e inovação social: O caso Associação de Professores do Concelho de Almada 
8. Bernadete de Lourdes Bittencourt e Luciana Francisco de Abreu Ronconi − Experimentação de política de inovação social e desenvolvimento do território